Cartas

22/11/2012

Carta aberta à E.

Desculpa E., mas não vou aceitar o teu pedido de desculpas. Não posso aceitar. Não pelos mil euros que me fizeste gastar, não pelo desespero que me fizeste passar, não pela semana que fiquei doente por tua causa, mas porque tu assim o escolheste. Tu escolheste ser aquela a quem não se perdoa, a quem não se deseja nada de bom, de quem não se gosta e da qual nos afastamos. Tu escolheste ser a escumalha da sociedade quando abriste a porta mais fácil. Quando decidiste ser assim, má.
Disse-me a tua advogada, que não abriu a boca para te defender, que tens um currículo social vasto e difícil. Que tens história de abandonos, que não sabes gerir os teus impulsos e a tua raiva. Pois é, não conheço ninguém que possa dizer que tem uma vida fácil. Todos nós temos alguma coisa que nos torna o caminho mais difícil, a jornada mais penosa. Todos sentimos a tentação de ir pelo caminho que nos parece mais agradável. A diferença entre pessoas como tu e como eu é a escolha.
Sabes E., a minha vida não tem sido fácil também. Pensarás tu que eu sou privilegiada, nascida em berço de ouro, educada nas melhores escolas e nascida no melhor dos bairros. Não minha querida. A minha vida não tem sido fácil. Verdade que não fui abandonada ou mal tratada, mas nasci com todas as condições para nem o nono ano ter terminado. À minha volta colegas de escola ficaram grávidas ainda adolescentes, sucumbiram à droga, desistiram da escola, envolveram-se em coisas ilegais. Mas eu fiz a minha escolha. Eu pedi mais à vida do que ela me queria dar e nunca, nem por um segundo, deixei de a cobrar, de ir atrás, de querer mais.  Tenho seguido sempre pelo caminho mais duro, e tem-me custado muito, mas sabes olhando hoje para ti percebi que vale tanto a pena. Tanto. Hoje quando te vi entrar, algemada, acabada, com 21 anos no BI mas 40 no rosto, percebi que o caminho mais fácil que escolheste é afinal publicidade enganosa.
Espanta-me que tu não o tenhas visto. Espanta-me que tu não percebas a tragédia que é teres 21 anos e viveres privada de tudo, enfiada em quatro paredes, com uma vida manchada e, provavelmente agora, irrecuperável. Sem nada do que te orgulhares, sem nada por que lutares, sem um futuro para sonhares, quiça se chegarás à minha idade. E o mais triste, é que nem pena de ti tenho. Temos. A juíza, as advogadas e demais presentes, olhavam para ti com um misto de repulsa e desprezo.
E é por isso E. que não aceito o teu pedido de desculpas. Não te perdoo a escolha que fizeste para ti, porque podemos não ter mais nada, nada, nem o que comer, nem um tecto (o que tu sempre tiveste) mas temos sempre o livre arbítrio. Podemos ser escolher ser melhores. E tu escolheste ser merda.

PS: A E. assaltou-me no dia 2 de Janeiro de 2008. Foi finalmente julgada hoje. Será condenada com pena suspensa - devido à vida "terrível" (!!) que tem tido - e deverá emitir um pedido de desculpas à minha pessoa.

13/11/2012

Olha eu famosa!

Ah ah ah ah ora bolas os meus 6 minutos de fama!! Até agora ninguém me quis tirar a cidadania portanto o saldo é positivo! Ide ver e partilhem nos vossos facebooks e twitters. Não por mim, mas pela E-Jump Web Marketing Winners. Porque é um projecto português que quer muito vencer e ajudar a vencer em tempo de crise. Porque nos devemos ajudar uns aos outros e o sucesso é sempre o resultado de um esforço conjunto. Porque eu tenho trabalhado muito, muito, muito e mereço!

Ah! e como este blog voltou, apesar de a meio gás, o arquivo está todo publicado de novo. Faz sentido que assim seja e também houve alguns pedidos que muito me apraz satisfazer.


17/10/2012

Voltei, voltei, voltei de lá!

Ah pois é! Voltei de lá há já um mês e meio. Cá estou eu na tugolândia outra vez! E não é que isto ainda está pior do que me pintavam? Mas isto de sair e voltar tem muita coisa boa, quanto mais não seja a capacidade de ver a realidade com outros olhos.

Desde que cheguei, e até meses e meses antes, comecei um projecto novo. Em parte o responsável por me tirar o tempo de vir aqui escrever. Pois é, agora sou empresária! Ou melhor, SOMOS, porque na E-Jump somos pelo trabalho de equipa.
A E-Jump Web Marketing Winners é uma agência de marketign digital cheia de ambição, pronta a saltar mais alto e a mudar o mundo. Trabalhamos para todos os países de expressão portuguesa e inglesa com muito profissionalismo e muita, muita paixão e vontade.

Para já visitem a nossa página no facebook (partilhem se puderem):

https://www.facebook.com/ejumpwebmarketing

Em breve teremos o site operacional. Estamos também no Linkedin com uma descrição detalhada dos nossos serviços.

Entretanto, e como se formar uma empresa fosse fácil, resolvi começar o doutoramento. Enfim... diz que quem corre por gosto não cansa, e eu, nós, não sabemos o que é ficar sem fôlego!


30/05/2012

Bom...sinto-me um bocadinho na obrigação de prestar alguns esclarecimentos. Descansem os meus leitores fiéis e queridos, acalmem-se os meus amigos e familiares, desiludam-se os invejosos...estou viva e tudo a correr sobre rodas.
Mas tenho um trabalho, um estágio e um mestrado mesmo, mesmo a entrar em época de exames (e ainda uns projectos em mãos que depois conto) e, por isso, estou sem tempo nenhum.
Considero que não vale a pena ter um blog aberto se não posso escrever... Por isso, vamos lá ver, talvez tenha sido um bocadinho brusca vá... este blog chegou ao fim temporariamente. Assim que tiver tempo para respirar volto cá para novidades. Ok? Vá, uns beijinhos para esse lado do mundo :)

20/05/2012

Vem aí, vem aí

Mega novidade em breve! E claro, conto convosco. ;)

17/05/2012

Nao tenho acentos mas tenho de escrever isto.
Como sabem estagio numa empresa em que todos nasceram nos anos 90. Eu sou a unica dos anos 70/80.
Estao a organizar uma festa dos anos 80. Ninguem me pergunta opiniao. Eu ja desisti ha muito de a dar. No entanto, apetece-me rir com o planeamento da musica: New Kids on the Blok ou Backstreet boys.
Anos 80?? Epa pelo menos googlem!