Cartas

28/05/2011

Quarto novo

Eu nem acredito que encontrei um quarto na casa em frente à minha (nem preciso fazer malas...) numa casa linda de morrer, com um jardim de inverno espectacular, e só para partilhar com a dona da casa, uma inglesa amorosa na casa dos 40. Estou histérica, mal posso esperar para me mudar!

24/05/2011

Dos meus dias

Olá! Olá! Muito obrigadinhos às respostas que recebi para me ajudarem a resolver o problema. Eu eventualmente depois de postar consegui resolver, e como disse, é mesmo uma cagada... mas enfim... agora já sei e já não me esqueço.
Deixem-me então falar das ultimas novidades que por aqui acontecem.
Na semana passada fui à cidade à noite a uma conferência obrigatória para cumprir o Global Leadership Program. O orador, Waleed Ali, um académico muito conhecido por estas bandas e que vai muitas vezes à televisão comentar a política internacional, era giro que se fartava... pena que tudo o que disse foram banalidades e senso comum. O tema era a identidade e a xenofobia e durante duas horas ele dissertou sobre os problemas que existem em Espanha com os bascos e os galegos a quererem a independência, os problemas dos EUA com os afro-americanos, os judeus-americanos, os italo-americanos, os ...-americanos, os problemas do Reino Unido em que galeses, escoceses e restantes não se entendem... muito falou ele dos problemas da Europa, e dos problemas que o tratado de Westefalia nos trouxe. E foi interessante. Só tive pena que, com um tema destes, ele se tenha esquecido de mencionar o estatuto dos aborígenes aqui na Austrália... pois é... eu aprendi que antes de falarmos da casa do vizinho temos de olhar para a nossa. Parece-me que alguém devia ensinar isto a esse senhor também. Mas pronto valeu pela oportunidade de me vestir decentemente (havia um dress code - cocktail dress) e pela alemã que conheci.
Nunca em toda a minha vida alguém ficou tão contente por me conhecer. Estava eu lá numa das mesas com o meu copo de água, quando ela apareceu e meteu conversa. E eu, tudo bem. Alguns de nós tinham um papel amarelo com nomes de personalidades, e outros tinham um papel azul com frases. A ideia era encontrar o par. Ela veio com o seu papel azul e perguntou se a frase que tinha era do meu Albert Einstein. Não faço ideia, respondi.
Ela perguntou-me de onde eu era e eu respondi Portugal. Abriu os olhos verdes, soltou um "KUL!", com a sua pronúncia germânica e disse: "I'm so excited! I've never known anyone from Portugal".
Perante tamanha reacção... : "erghhhh....really? ok...nice... well... i've known some german people... "
E pronto, este foi o ponto de partida para começarmos a falar. Gostei da Melanie: tem 25 anos, estuda psicologia, vive aqui muito perto e combinámos um café para depois dos exames. Trocámos telefones. É o engraçado disto aqui. Conhecem-se pessoas com a maior das facilidades.
Entretanto terminei o assignment de Finance, o segundo. A sério... tenho de dizer que estou a conhecer aqui das melhores pessoas que já encontrei na vida toda. O Roy, a Candice e, claro, o Chris são os melhores colegas que se podem ter. Tudo o que é assignment mandamos uns aos outros, verificamos respostas... A mim, que sou a mais fraca, eles até me dão as soluções. Pessoas fofas até mais não. Pena que depois isto resulte em grandes notas nos assignments e notas de merdum nos exames... mas pronto, aguardemos com serenidade, até dia 7 ainda tenho algum tempo para me esfalfar a estudar. Ontem, estive com o prof de Finance por causa de uma das perguntas que ninguém conseguia resolver. Descobriu que é a pergunta que tem um erro. Fiquei com os créditos de ter descoberto que a pergunta não está certa... eh eh eh eh acho que fiquei bem vista!
E porque já estamos no final de Maio, comecei a procurar quarto. Hoje vou ver um em Blenheim Road... não sei se será o melhor porque é a dividir com dois gajos que pedem um sports lover... mas pronto, a escolha também não é muita e eu não quero ir viver para casas com 8 pessoas. A Ane vai comigo porque eles têm dois quartos duplos disponíveis e ela, que vai para a Noruega em Junho e Julho, vai voltar depois com o marido mexicano. A cena é que ela não quer viver nesta zona. E eu percebo porque isto aqui é a selva, literalmente. Mas ela... pode fazer o mestrado em qualquer parte do mundo porque é externo, e eu tenho de me deslocar a pé para o trabalho e para a faculdade e por isso não posso, mesmo que queira muito, ir viver para outro lado. Nem sequer é só uma questão de dinheiro (viver longe significa mais 48 dólares por semana em transportes), é também uma questão de tempo. Nesta próxima 4f vou começar a trabalhar às 6h30. Porque vivo perto acordo às 5h30. Se viver a uma hora de distância... nem pensar.
E ontem fui ao dentista. Já comentei aqui convosco que desde que cá cheguei tudo se me avaria... desta vez parti um dente. Ora pois bem, disseram-me que sem seguro menos de mil dólares não me safava. E eu, já com suores frios, lá marquei a consulta. Se há coisa que evito é dores de dentes. E então...antes de começar a doer lá fui eu, a rezar a todos os santinhos, para ser menos de 500 dólares. Dentista recomendado pelo gabinete de Wellbeing da faculdade, doutor muito simpático e conversadeiro... ai, ai, ai, ai, ai quanto vai ser?
"ok! 234 dolares! Is that ok for you?" Quase que o beijava! "yes! it's ok! you can start!" Portanto, foi caro comá merda, mas considerando o panorama que me pintaram foi uma pechincha.
E para terminar, a menina já tem um must australiano. Não, não éum koala nem um kanguru, dabeis que sou pouco dada a animalagem. Andava para comprar há que tempos, e no Domingo quando fui almoçar ao centro comercial com a Ane vimos que a loja estava com 25% de desconto. Ora não foi tarde nem foi cedo. A Country Road bag já cá canta. É preta, com letras cinzentas e é linda e fica-me mesmo bem! Agora só faltam as hugs e sou uma completa aussie.


 Agora já de seguida vou acabar o meu último assignment deste semestre, um powerpoint animado para macroeconomia, a cadeira mais inútil de todos os tempos. A mais chata é contabilidade. A que gosto mais, vá-se lá saber, é Finance... enfim, tenho uma cena com impossíveis. A seguir a isto ficam a faltar os exames. E depois, depois prometo muitas fotos e muitas coisas para contar do que vejo na cidade e noutros pontos de NSW. Até lá...esses dedos naquela posição, ok?

beijoooooosssssss

21/05/2011

Vai uma ajudinha?

Vá eu sei que isto é uma cagada de fácil, mas eu não sei como se faz.. ora então alguém me explica passo por passo r =?

0.8(1+r)^2=1

Passo por passo ok? Tenho cá pra mim que quando vir a solução me vou chicotear...mas vá, venha de lá essa ajuda! Obrigadinhas

14/05/2011

You can make anything you set your mind to

E pronto o blogger voltou, já me estava a enervar! desapareceu-me com um post, mas depois voltou a pôr. Parece que foi uma coisa geral. E eu com coisinhas para contar!! Ora então tudo começa a ganhar forma. Tive 80% no meu assignment de Marketing, o que foi muito bom dado que não houve notas mais altas. Segunda feira vou entregar o trabalho de Accounting, e dia 24 o último de Finance. Devo dizer que estive a ler há pouco o de Finance e até se me deram umas palpitações... amanhã vou pegar naquilo à séria a ver vamos como vai correr. Mas tenho de ter boa nota considerando a miséria de mid semester exam. E pronto, depois disto ficam só a faltar os exames finais e este semestre fica feito! Vamos todos fazer uma forcinha para eu passar a tudo!
Ontem o meu novo amigo chinês trouxe-me a casa. Chama-se Duran (bom os chineses aqui adoptam nomes que não são realmente os deles) tem 23 anos, licenciou-se em ciências oceanográficas mas achou que não gostava daquilo e então veio para cá fazer um master em commerce com especialização em marketing. Diz-se um afortunado porque o pai lhe paga tudo aqui, inclusive comprou um Mazda 3 novo, e não precisa de trabalhar. Acho-lhe piada porque se despede de mim sempre com esta frase: "Ok, now go home, eat your rice, and have a good rest". E eu acho fofinho... mas não sei porque me manda comer arroz...
Ah e sabem quem é que também estuda na Macquarie?? O Ian Thorpe  e treina no ginásio onde eu também treino. Falando em treino já corro 44 minutos seguidinhos, o que dá cerca de 7,5 km. Quem diria que há 4 meses atrás ao fim de 12 minutos a correr quase parada chegava ao fim quase morta? Eu bem digo e cada vez mais acredito, basta querermos para chegar lá. É a mente que manda mais do que qualquer outra coisa. Mais do que destino, sorte ou capacidade física. É a mente que controla tudo.
E sabe-me cada vez melhor estar aqui, longe dos pintelhos do Catroga (salvo seja!), das sentenças estúpidas do Tribunal da Relação do Porto, das discussões e acusações do Passos Coelho e do Sócrates! Aqui é que eu estou bem! E penso sinceramente em não ir votar pela primeira vez na vida.
E como me estou a tornar cada vez mais aussie aqui vos deixo provavelmente o vídeo mais engraçado que já vi. É de uma tripla de cómicos australianos que se dedica a ridicularizar os americanos. Sim, aqui toda a gente também acha que os americanos são estúpidos. Vejam isto. Have a nice weekend!

12/05/2011

Quando a montanha vai a Maomé

Pequenos e pequenas do meu coração, tenho a anunciar que não só já falei com o professor de Finance (eu bem disse que cedo ou tarde tinha de ser), como subi a nota do mid semester exam (chumbei na mesma mas com 48% o que é bem mais simpático que 33), como ... (tambores)... esta menina, obteve nada mais nada menos do que 85%, leram bem 85% no assignment! Ah pois é! Bom agora nasceu outro assignment e o prof já me disse que está à espera que eu me saia tão bem neste como no outro... aguardemos com serenidade. Também me disse que sempre que o quiser ver posso ir ao gabinete dele... e eu fiz de conta que não percebi essa parte...
Para já estou só a aproveitar o feeling da boa nota. Devo dizer também que passei com crédito no mid semester de Accounting e agora só me falta saber o de macroeconomia. Portantos, tudo encaminhado, tudo a ganhar forma. O ambiente cá em casa é porreiro com a Alison e com a Ane, claro que a porca continua a fazer merda... há dois dias explodiu um copo de leite no microondas... A sério que nunca vi miúda tão estúpida e porca e desajeitada. Até a Alison, que tem 18 anos, se farta de rir com a inabilidade da moça. O que vale é que dentro de menos de dois meses vou mudar de casa. Ainda não sei bem para onde, mas tem de ser. Vou ter pena de me separar da Ane e confesso que terei também alguma pena de deixar a Alison, esta joinha de moça. Acreditam que ela faz voluntariado numa escola de crianças surdas e/ou cegas, com paralisia cerebral e outros problemas do género? Continuo a não perceber ca raio de pais metem uma miúda destas na rua e nem financeiramente a ajudam para nada. Às vezes disfarçadamente lá lhe faço o jantar ou trago bolos do café e dou-lhe... a rapariga não tem muita guita para comida...
E pronto, à parte dos exames finais em Junho, já só tenho um assignment de finance, um accounting practice set para entregar na 2f que tá quase feito e mais um trabalho de grupo de marketing. Ah! e mais uma cena que ainda não sei bem o que é para Macroeconomia. Tá quase! Depois é férias! Um mês de férias... não que dê para fazer muita coisa porque tá aqui um frio que não se aguenta. Aliás, nas notícias dizem que é a maior vaga de frio desde há 50 anos. Ora eu que estava a pensar ir às Blue Montains acho que vou passar, porque estão cobertas de neve e eu... como sabeis... odeio neve. Mas pronto vou explorar mais a cidade, esperar pela minha cara metade e passear por aí. E aproveitar para trabalhar mais umas horas porque vou precisar.
E é isto piquenos! Faxavor de me darem os parabéns!
beijoooooooosssss

08/05/2011

Segurai-me senhor

Inspira, expira....1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10... uffffff.... inspira...expira....
acho que a porca anda a fumar dentro de casa. Cheira a tabaco no meu quarto, ao lado do dela, e lá fora junto à porta do quarto dela. Já lhe fui perguntar. Negou. Inspira, expira... e eu vou arranjar forma de tirar isto a limpo, e não vai acabar bem.

07/05/2011

No meu iPod

em repeat:


90 dias

Faz hoje 90 dias que cá cheguei. 90 dias de coisas novas, de dificuldades superadas, de primeiras experiências. Nestes 90 dias conheci lugares, pessoas, partes de mim que não sabia existirem. E só por isto, esta viagem já valeu a pena. Tenho passado as passinhas do Algarve nestes dias, mas também me tenho divertido imenso a fazer aquilo que mais gosto e que é aprender, aprender, aprender. Ainda que às vezes seja demais e a minha cabeça não aguente. Tenho partilhado convosco as pedras do meu caminho, e reparei que logo a seguir vos tenho dito como as ultrapassei.
Neste momento há mais uma que se chama Timothy Kyng, mas sei que a vou superar também, cedo ou tarde. Na minha turma muita gente me tem dito que eu devia esquecer esta história do exame de Finance, e até pessoas mais próximas como o sr que divide o IRS comigo, acham que, para não variar, eu estou a insistir muito numa coisa que nem é assim tão importante. Pois o que tenho a dizer sobre isso é que se eu não fosse assim, persistente e exigente e teimosa... nem um mês tinha aqui ficado.
Já disse aqui uma vez que não podemos renegar aquilo que somos, que podemos e que queremos. E ser teimosa e persistente tem-me dado muita chatice ao longo da vida, tem-me trazido muita azia e muita tristeza, mas tem-me trazido também muitas conquistas, muitas alegrias, muitas concretizações. Eu aprendi que não se desiste daquilo que queremos e que achamos justo e que sabemos ser certo. Bem sei que muitas vezes levo isto tão a sério que fico cega, mas o verbo desistir para mim só existe como último recurso. E volto a dizer, se assim não fosse, hoje, em vez de estar aqui quase a dar em maluca com tanta coisa para fazer, estaria no Barreiro sentada no sofá com o PC no colo a procurar um qualquer emprego precário e mal pago.
Por isso, lamento, mas ao fim de 90 dias de conquistas, de 90 dias de dificuldades superadas, nem pensar que o sr. Timothy Kyng me vai fazer desistir.

05/05/2011

Sois chamados a votos novamente

Então é assim... tenho andado caladinha porque tenho andado de cabeça cheia. O meu professorzinho de Finance continua sem me responder. Tenho ido ao gabinete dele mas o gajo nunca está, fui na quarta feira ter com ele no final da aula, perdi-o por 10 minutos, liguei-lhe não me atendeu, mandei um segundo mail e não respondeu... então a minha pergunta é:
Continuo atrás dele? Queixo-me ao departamento e arrisco-me a chumbar no exame final? Cago no assunto e deixo passar a injustiça? Ajudai-me...